Hip-hop, Rap, Grunge, Punk, Dub, Funk, Reggae, Blues, Soul, Bebop, Hard bop, Jazz…nunca como no século XX a cultura musical marcou tanto a sociedade ocidental, transformando-a, moldando-a, servindo-a. A vulgarização da gravação e a eletrificação dos instrumentos permitiu a massificação da produção musical e o aparecimento de movimentos artístico-musicais que resultaram também em movimentos sociais marcantes e determinantes para a contemporaneidade, ou deles emanaram. A indústria da música foi uma das que mais cresceu, ao longo da segunda metade do século XX, movimentando atualmente valores na ordem das dezenas de milhares de milhões de dólares.

É objetivo desta Unidade Curricular, através da audição e análise de registos fonográficos e da visualização de vídeos clips, entender o surgimento de movimentos e estilos musicais, levando os ouvintes (estudantes) numa viagem no tempo, até aos primórdios do séc.XX. Parte-se da música comercial atual e do movimento hip-hop e recua-se em pequenos passos, mergulhando nas origens e raízes de cada estilo musical. Inevitavelmente, chegaremos aos Estados Unidos, no fim do século XIX, e descobriremos as canções de trabalho dos escravos negros, tradição herdada dos seus antepassados das plantações de algodão e tabaco, as canções de cariz religioso (gospel) e o incontornável Blues.

As metodologias de trabalho a usar nesta Unidade Curricular assentam na audição comentada e visualização de vídeos e na análise de textos fornecidos pelo docente e pelos estudantes, mas essencialmente no debate e na apresentação individual e coletiva de pequenos documentários sobre os estilos e movimentos musicais a abordar.

Não é necessário saber música para frequentar esta Unidade Curricular, o que é fundamental é gostar de música. 

UC de Globalização e Cooperação para o Desenvolvimento 

Opção de escola de várias licenciaturas